NHANDERU SERGIO PAULO RECEBE LIBERDADE PROVISÓRIA

IMG_0248

Na tarde de ontem (21/05), autoridades do Grande Conselho Aty Guasu foram à Delegacia da Polícia Civil de Caarapó exigir esclarecimento sobre o paradeiro do nhanderu Sergio Paulo. A comunidade do Tekoha Takuara mobilizou apoio de dezenas de lideranças após receber o indicativo de que ele fora libertado em 19/05, data da expedição do alvará de soltura.  A informação, prestada via telefone de atendimento da D.P., não correspondia aos fatos. Sergio Paulo permanecia sob custódia na Delegacia e somente recebeu liberdade provisória após a ação do Aty Guasu, somada as intervenções de apoiadores.

Familiares disseram que o nhanderu está muito abalado emocionalmente e temem que ele tente suicídio em decorrência do trauma vivenciado na carceragem. Ele relatou agressões dos agentes policiais, uma série de torturas psicológicas e até mesmo ameaça de morte. O nhanderu Sergio Paulo ainda responderá à Justiça pela acusação do crime de interceptação. A criminalização de lideranças das retomadas Kaiowa e Guarani é um dos temas da pauta da assembleia do Aty Guasu realizada hoje, em caráter emergencial.

Na madrugada, o cacique Elizeu Lopes telefonou para dizer que os nhanderus e nhandecys realizavam rituais tradicionais para a abertura dos trabalhos da assembleia. Também rezavam para fortalecer a vigília das lideranças Guarani na sede do Supremo Tribunal Federal, em Brasília, iniciada na noite de ontem. O cacique disse que os ministros Gilmar Mendes e Carmen Lucia sentirão na pele o poder da luta dos Kaiowa, que é essencialmente espiritual.

Reafirmou que a Nação Guarani não aceita a tese do marco temporal, aplicada pelos ministros na Segunda Turma do STF, considerando que ela representa o decreto de pena de morte do Povo. Desabafou que estão cansados de tantos sofrimentos e massacres como resultado da negativa de seus direitos originários às terras tradicionais. Elizeu declarou que os Kaiowa estão dispostos a morrer pelos territórios das retomadas e por isso não temem os ataques em série reiniciados pelos latifundiários em diferentes Tekohas. As lideranças do Aty Guasu divulgarão comunicado oficial após o encerramento da assembleia.

Texto de Rodrigo Arajeju, com informações do Mato Grosso do Sul de membros do Aty Guasu. Fotos do acervo da 7G Documenta (www.7gdocumenta.com.br).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s